Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A bendita lista de convidados (e como diminuí-la)

 Quando decidimos nos casar e fazer uma festa já pensamos em todos os familiares, amigos, colegas e conhecidos que queremos convidar... um mar de gente! São os amigos dos pais da noiva e do noivo, seus amigos, pessoas que trabalham com vocês e por aí vai. E o resultado disso é uma lista imensa e só de pensar no preço que ficará a festa, dá um frio na espinha!!

Imagem da internet

É muito normal que isso aconteça, pois queremos chamar todos para dividir esse momento tão alegre e feliz, mas é preciso colocar os pés no chão e fazer uma triagem, para selecionar quem realmente faz parte da sua vida, da história do casal e convive com sua família.  É importante fazer isso, embora seja doloroso cortar as pessoas da lista, porque o planejamento precisa caber dentro do orçamento, evitando que vocês fiquem endividados até o último fio de cabelo!


Confira as dicas para dar aquela “limpada” na lista de convidados:


1)Comece listando os convidados mais importantes para vocês (os mais chegados, que vocês amam);

2)Coloque na lista as pessoas que frequentam a sua casa e a do seu noivo;

3)Convide somente as pessoas queridas que trabalham com vocês;

4)Se os seus pais estão ajudando nas despesas do casório é justo que eles possam convidar os amigos mais próximos, mas divida o número de convites entre a sua família e a do noivo e explique que quanto mais convidados, mais cara a festa;

5)Para não criar constrangimentos, evite convidar ex-mulher e ex-marido. Chame somente a pessoa com quem você tem convivência;

6)E os amigos de infância, adolescência? Se eles se tornaram seus amigos na vida adulta e estão sempre presentes, inclua-os na lista.



Com essas dicas vocês poderão reduzir (e muito) a lista de convidados!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Por onde for quero ser seu par

Essa música, na realidade se chama Andança e é uma composição de Paulinho Tapajós, Edmundo Souto e Danilo Caymmi. Já teve como intérpretes Elis Regina, Tom Jobim, Oswaldo Montenegro, Beth Carvalho e muitos outros.

Cada cantor imprime seu estilo à melodia e a versão que eu gosto mais é a da Beth Carvalho! Ouça:



quarta-feira, 19 de junho de 2013

Casamento real – Naiara e Renan

Queridas noivíssimas hoje recebi o relato fofo da Naiara sobre o seu casamento com o Renan! Confiram:



"Estou caminhando para o meu 1º aniversário de casamento. Engraçado pensar que uma hora dessas no ano passado a única coisa que dominava meus pensamentos era o tão sonhado matrimônio.

Tantos detalhes... Tantas coisas ainda pra resolver. Ufa! Mas, mesmo assim, é um momento único. É uma mistura, um frio na barriga, o medo de não dar certo, os pesadelos com a igreja vazia...

Há muito tempo penso em escrever sobre esse momento. Mas esperei o momento certo, mais maduro para conseguir falar de uma maneira mais serena e menos desesperada.

Marcamos o casamento um ano e meio antes, porém nesse primeiro ano, eu e o meu noivo passamos por um momento delicado, e acabou ficando tudo para a última hora. Organizamos o casamento em apenas seis meses.







Busquei informações e dicas em grupos no facebook e em blogs. É muito legal poder trocar experiências e conversar com outras pessoas que estão na mesma situação em que estamos, é enriquecedor.

Minha primeira escolha foi o vestido, na verdade ele me escolheu – é engraçado, mas isso realmente acontece, não é conversa fiada. Parecia aquelas cenas de filme em que tudo o que está em volta some e só tem você e o seu vestido na sala.

Eu mesma que contratei e escolhi os serviços, no meu caso como o orçamento era curto, contratei o serviço do cerimonial para acertar apenas os últimos detalhes antes da cerimônia. E em muitos casos apelei para o DIY (faça você mesmo).

Meu dia da noiva foi bem simples, não tenho muita paciência para ficar o dia inteiro no salão de beleza. Uma dica importante: Evite se arrumar no mesmo lugar que sua mãe, irmã ou quem quer que seja... parece uma boa ideia, mas no final não costuma funcionar e eu senti isso na pele (quase não cheguei à tempo na igreja).





Na minha humilde opinião duas coisas devem ser impecáveis em um casamento: a maquiagem da noiva e a fotografia. Imagina você com uma maquiagem horrorosa, sempre que você olhar as fotos ou assistir ao vídeo vai ser um sofrimento. Ou ainda você estar linda e maravilhosa e só ter fotos sem noção no álbum?  De nada vai adiantar.

Outra coisa muito importante é a escolha do lugar onde será a cerimônia. Eu escolhi a Igreja Cura D’ars, que fica no Prado. E não me arrependo disso, o Padre Fernando é uma graça e conduziu o casamento como poucos.

Uma das coisas que mais pesou para essa escolha foi a possibilidade de deixar a cerimônia com a minha cara. Não tive restrição às musicas – inclusive saí sambando da igreja-  consegui que o porta aliança entrasse na hora da entrega. Essa flexibilidade é sensacional, o que é muito difícil conseguir nas igrejas católicas atualmente...

Mas, enfim hoje olhando pra trás eu não me arrependo de nada, faria tudo novamente. Passou tão rápido, mas, foi o suficiente para se tornar inesquecível..."







 As fotos são do Studio Croma


quarta-feira, 12 de junho de 2013



O namoro é uma delícia! Momento de conhecer o parceiro, se divertir, passear, beijar, viajar e de fazer muitas outras coisas (assim como depois do casamento!!) e é muitíssimo especial, pois antecede o momento que unirá os dois para sempre, que é o casório.

Aproveite esse dia para curtir seu namorado, noivo, marido e companheiro. Façam programas a dois, desfrutem de um momento íntimo e tranquilo, se souberem cozinhar, evitem sair para comemorar a data e façam um jantar romântico, regado com muito amor. Assim vocês evitam lugares cheios e de quebra podem curtir um ao outro sozinhos ;)

Para completar o programa intimista assista um filminho romântico, confira a lista

Aproveite a data e conheça mais sobre Santo Antônio, o casamenteiro, acessando esse post!


terça-feira, 4 de junho de 2013

As flores do casamento

Ao escolher a decoração ouvi sobre as flores nobres e as flores comuns. Mas qual a diferença entre elas, já que todas são naturais? E como isso pesa no bolso?

As flores nobres, são naturalmente mais caras, porque são de época, mais frágeis, importadas ou difíceis de serem encontradas. Como, por exemplo, as orquídeas, rosas colombianas, tulipas, gérberas e copo de leite.





Já as flores comuns, tão lindas quanto as nobres, são mais fáceis de serem encontradas, florescem o ano todo e por isso são mais baratas. Como, por exemplo, as margaridas, astromélias, flores do campo, lisianthus, boca-de-leão e gispsófila (mosquitinho).






Se o seu sonho é ter um casamento repleto de flores nobre (e até agora você não sabia que elas são caríssimas), fique tranquila, é possível mescá-las a outras flores e tornar o valor da decoração mais acessível. Para isso, converse muito com o profissional escolhido, pois além dessa mistura de flores, ele pode te ajudar a escolher arranjos menores, porém vistosos e também peças que complementem a ornamentação, sem perder no visual.


Imagens da internet