Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Pedido de desculpas!


Bom dia, queridas!! Peço desculpas por ter deixado o blog de lado por uns dias, mas eu estive doente e precisei ficar de repouso. Prometo que nos próximos dias deixarei atualizadinho!

Fonte: Google Images

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Santo casamenteiro


Hoje, 13/06, é dia de Santo Antônio, conhecido como o santo casamenteiro! Sempre dedicado às pessoas humildes, foi eleito o protetor dos pobres e é considerado casamenteiro justamente por ajudar os mais necessitados, pois sempre auxiliava as mulheres pobres a conseguirem um dote e um enxoval para o casamento.

Nascido em 15 de agosto de 1195 e batizado como Fernando, foi concebido em uma família abastada de Lisboa, formada pelo pai, Martinho de Bulhões, que era cavaleiro do Rei Afonso II de Portugal e sua mãe, Maria Teresa Taveira, que era parente de Failo I, o quarto rei das Astúrias. O avô, conde Godofredo de Bulhões foi o comandante da primeira cruzada, “guerra santa” dos cristãos contra os maometanos que dominavam a Palestina, terra onde nasceu Jesus.

Aos 15 anos Fernando decidiu entrar para a vida religosa e foi para o mosteiro de São Vicente de Fora. Sofreu com a resistência dos pais e parentes, que queriam que ele seguisse outra carreira mais vantajosa e repleta de poder e riqueza. Porém, Fernando manteve sua decisão por ter escutado o chamado de Deus.

Devido às interferências de sua família e o interesse dos cônegos do mosteiro em manter um relacionamento próximo com os nobres, Fernando pediu transferência para o mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, onde teve tranquilidade para trabalhar seu lado espiritual e humano. Neste período adotou o nome de Antônio, em homenagem a Santo Antão.

Fonte: Google Images


Santo Antônio teve sua trajetória religiosa dedicada à pobreza, simplicidade e proximidade com o povo. Em 1919, São Francisco enviou em missão entre os maometanos cinco frades, Berardo, Pedro, Oto, Adjuto e Acúrsio. Foram anunciar o evangelho entre os sarracenos em Servilha, Espanha, dominada por eles. Lá foram condenados à morte, mas receberam indulto de liberdade e expulsos do país. Mas insistentes foram para o Marrocos e lá sofreram o martírio, sendo decapitados em 1220. Seus corpos foram levados para Portugal e sepultados no mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde morava Santo Antônio.

O testemunho dos frades mártires e a proposta de vida evangélica lançada por São Francisco de Assis a toda a Igreja, mexeu com Antônio que pediu para sair do mosteiro e ir para a Ordem dos Frades Menores. Logo manifestou o desejo de ser missionário no Marrocos, seguindo o exemplo dos cinco mártires franciscanos. Chegando lá partiu para a missão, mas adoeceu e teve que fazer a viagem de volta, e devido a tempestades aportaram em Sicília, na Itália.

Lá Santo Antônio foi acolhido pelos frades e aos poucos, recuperou a saúde. Em 1221, decidiu participar da assembléia geral da ordem em Assis, conhecendo São Francisco pessoalmente. Sua vida, sempre pautada pela oração e trabalhos simples, o levou a receber a ordenação sacerdotal, em 1222. E é justamente na festa de ordenação, na hora da refeição festiva que é convocado pelo superior para fazer uma pregação improvisada. Sua pregação impressionou a todos e a partir daí, foi designado para a atividade do apostolado e da pregação.

Fonte: Google Images


E de pregação em pregação Santo Antônio chegou à cidade de Pádua, onde converteu um grande número de pessoas. Com a saúde fragilizada, pediu que levassem seu corpo para ser enterrado em Pádua e com apenas 36 anos faleceu, no dia 13 de junho, no convento de Santa Maria de Arcella.

O processo de canonização de Santo Antônio é um dos mais rápidos de toda a história e foi aberto meses depois de sua morte, durante o pontificado de Papa Gregório IX, durando menos de um ano.  

Fonte: Google Images



Orações

1) Glorioso Santo Antônio que tivestes a sublime dita de abraçar e afagar o Menino Jesus, alcançai-me a graça que vos peço e vos imploro do fundo do meu coração (pede-se a graça). Vós que tendes sido tão bondoso para com os pecadores, não olheis para os poucos méritos de quem vos implora, mas antes fazei valer o vosso grande prestígio junto a Deus para atender o meu insistente pedido. Amém.
Santo Antonio, rogai por nós. (Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai)

2) Santo Antônio, eu sei que o casamento é uma vocação abençoada por Deus. É o sacramento do amor, comparado ao amor que Cristo tem para com a Igreja. Eu me sinto chamada para o casamento: por isto, Santo Antônio, ajuda-me a encontrar um namorado bom, amável, sério e sincero, que tenha os mesmos sentimentos de afeto que eu sinto. Faze que nos completemos um ao outro e formemos uma união abençoada por Deus, para que nós dois, juntos, sejamos capazes de vencer possíveis problemas familiares e conservemos sempre vivo o nosso amor, para que nunca falte a compreensão e a harmonia familiar. Santo Antônio, abençoa-nos a mim e a meu namorado; acompanha-nos até o altar e conserva-nos unidos pelo resto da nossa vida. Santo Antônio, rogai por nós.

3) Oração dos Namorados - Grande amigo Santo Antônio, tu que és o protetor dos namorados, olha para mim, para a minha vida, para os meus anseios. Defende-me dos perigos, afasta de mim os fracassos, as desilusões, os desencantos. Faze que eu seja realista, confiante, digno (a) e alegre. Que eu saiba caminhar para o futuro e para a vida a dois com a vocação sagrada para formar uma família. Que meu namoro seja feliz e meu amor sem medidas. Que todos os namorados busquem a mútua compreensão, a comunhão de vida e o crescimento na fé. Assim seja, amém.

Simpatias para o santo casamenteiro


Para se casar

1 )Compre uma imagem de Santo Antônio feito de madeira de guiné e no dia de Santo Antônio tire o menino Jesus dele e peça:  " Santo Antônio, Santo Antôninho faça  ( fulano) se casar comigo que devolvo o teu menino."  Manter o menino jesus separado do Santo Antonio e só devolver quando se casar.

2) Vá a  um casamento e dê presente aos noivos uma imagem de Santo Antônio, mas retire o Menino Jesus antes. Durante a cerimônia peça no altar para se casar com alguém, seja conhecido ou não. Assim que a graça for alcançada, deve voltar na igreja e lá depositar a imagem do Menino Jesus.

3) Quando ouvir tocar o sino de qualquer igreja  vá até lá, entre e faça um pedido a Santo Antônio para que lhe arranje um bom marido, amoroso e fiel. Quando tiver o seu desejo atendido, volte à igreja para agradecer ao Santo.



Fonte: Google Images


Para se casar com o namorado

1) A pessoa deve amarrar um fio do seu cabelo a um fio do seu namorado. Os dois fios amarrados devem ser colocados aos pés do santo, que resolverá a questão.

2) Precisará de: 1 lenço dele, 1 lenço seu.
Peça um lenço ao seu namorado, mas antes limpe os lábios dele com o tecido. Depois guarde o lenço dele com o seu lenço, atados por um nó bem forte. Guarde entre seus objetos pessoais. Evite encontrá-lo durante 3 dias. Depois deste tempo desfaça o nó e morda as quatro pontas do lenço dele. Devolva o lenço no primeiro encontro após ter feito isso. E deixe o  seu lenço na igreja aos pés de santo Antônio.



*Com informações dos sites PNLD Moderna Digital, Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil, Angel Fire, Astrólogo Astrologia e Bem Zen.