Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de abril de 2012

Casamento real - Juliana e Everton

Queridas leitoras, hoje vou postar algo diferente, o casamento de uma amiga muito querida, a Ju!! Nos conhecemos na faculdade, lá em 2006, viramos amigas e hoje venho contar para vocês como foi o casório dela com o Everton!



Em 2011 eles se conheceram na faculdade de Teologia, em Belo Horizonte, e a Juliana era a única menina da turma, e aos poucos se tornou amiga do Everton. “Nós nos tornamos muito amigos. Sempre, antes da aula saíamos pra tomar um café, um cappuccino ou sorvete! Fazíamos prova e alguns trabalhos juntos. Até na hora do intervalo na faculdade, a gente arranjava assunto para tomar um café. Muita gente me falava que ele gostava de mim pra namorar. O mesmo acontecia com ele”, relembra Ju.

Mas, como nem tudo são flores, no meio da história deles aconteceram alguns probleminhas. “Antes das férias de julho ele precisou trancar o semestre para voltar a cidade dele, Nhandeara, em São Paulo. Eu fiquei triste, mas foi quando me dei conta de que gostava dele. Enquanto muita gente falava para eu me declarar, eu resolvi pedir pra Deus uma direção. Foi numa noite linda, que eu ouvi... ”espera só um pouquinho”... Não, eu não estava ficando maluca! Ouvi mesmo uma voz que me dizia para esperar. E eu esperei. Fiquei com saudade, achei que ele não ia voltar. Mas confiei em Deus. Então, no primeiro dia de aula na faculdade após as férias, quem eu vejo? Ele. Sim, ele estava lá com um sorriso enorme e me abraçou. Nossa rotina voltou e eu comemorei. Todos viam nossos sorrisos, até os professores brincavam com a gente. Menos de uma semana depois ele me pediu em namoro. Namoramos sete meses antes do casamento”, conta Juliana.

Enquanto namoravam, Everton precisou voltar para Nhadeara novamente, desta vez para cuidar da saúde. O casal passou por um dilema, sem saber se terminavam ou namoravam à distância, decidiram que continuar juntos. Conversavam todos os dias, por até três horas seguidas (é muito amor, óóuun <3), ela foi ao encontro dele algumas vezes, viajando mais de 800 km para encontrá-lo. “Deus estava com a gente o tempo todo. Nós oramos juntos, líamos a Bíblia, mesmo por telefone. E isso foi fazendo com que a gente ficasse mais forte pra aguentar a distância. Foi numa das viagens que conversamos e começamos a falar sobre casamento. Nós tínhamos a certeza do que queríamos, então começamos a planejar tudo”, explica a noiva.

O casamento dos pombinhos foi marcado no primeiro dia útil de 2012 (02/01), pois eles queriam se casar no final de março, no dia 24/03. “Quando conversamos com a oficial do cartório, ela sugeriu essa data e disse que o dia estava disponível. Tudo estava se encaixando”, comemorou Juliana.



 A partir daí começaram os preparativos para o casamento. “Meu marido foi bem eficiente e me ajudou muito, minha sogra e minha mãe também, nós dividimos as “tarefas”. Em Belo Horizonte eu escolhia o vestido de noiva, roupa do pajem, vestidos da daminha e demoiselle, lembrancinhas, coisas para a nossa casa, enxoval, etc. Enquanto o Everton via o local da festa, igreja, docinhos da festa, terno, fotógrafo e acompanhava as obras na nossa casa. Durante as viagens para Nhandeara eu escolhi a floricultura para a decoração e alguns detalhes. Minha mãe ajudava em BH e minha sogra em Nhandeara. Minha amiga, Léslie, me ajudou na escolha e organização das musicas e ordem do culto”, explica a noiva.


Enfim chegou o grande dia, tão aguardado por todas as noivinhas. Juliana conta que ficou nervosa, mas ao mesmo tempo estava tranquila e o noivo também. Eles se casaram no mesmo dia no cartório e na igreja.  No estado de São Paulo pode-se casar ao sábado no cartório, em Belo Horizonte não e nós queríamos tudo no mesmo dia. Foi meio corrido, mas foi legal. No dia 24/03 bem cedo eu fui para o salão me arrumar para o casamento no cartório.  Casaríamos às 11h, chegamos no horário e foi bem tranquilo, demos muitas risadas. Somos bem palhaços, então fizemos brincadeiras com o juiz, brincadeiras na hora das fotos e depois fomos almoçar na casa da minha sogra, fizemos um churrasco, porque minha família toda veio com alguns amigos de BH. O tempo passou rápido e logo eu fui pro salão de novo. Lá sim, eu estava nervosa. Vi que ia atrasar e chorei.  Passei o dia imaginando o que ele estava fazendo. Duas amigas, minha mãe e sogra se arrumaram comigo, mas saíram antes. A equipe do salão foi ótima e eu me senti realmente linda. A maquiagem e meu cabelo ficaram do jeito que eu imaginava e o vestido era lindo! Eu estava bem calma enquanto me arrumava. Meu sogro foi me buscar e disse que a igreja já estava cheia e o pessoal só estava me esperando, rs”, relembra Juliana.





Entrar na igreja é momento mais esperado pela noiva, momento em que a emoção vem à tona. “Deu um frio na barriga e eu só queria olhar para ele. Mas também de cara vi que o tapete não era o que tínhamos escolhido, por um instante senti raiva, mas passou muito rápido (conta aos risos). A marcha nupcial começou a tocar, meu irmão me deu o braço e nós entramos. Eu sorria de orelha a orelha, meu foco era o Everton! No altar minhas pernas tremeram um pouco e o Everton me disse, depois, que as dele também. Foi bem legal o casamento. Durante toda  a cerimônia estávamos de mãos dadas e ele segurava firme! Nós sorríamos o tempo todo. No final do casamento, quando achei que íamos nos preparar para sair, ele fez uma declaração de amor pra mim, e foi lindo!! Depois de tirar fotos com os padrinhos, saímos da igreja e os convidados nos surpreenderam com chuva de arroz. Super divertido”, conta a noiva.










O local da festa era bem pertinho, na esquina da igreja, e antes eles passaram em um posto de gasolina, para tirar algumas fotos e seguiram a pé para o salão. “O povo cumprimentava a gente pela rua, até os “tios” no bar! Chegamos na festa e o Everton entrou com meu buquê e eu segurei o terno dele. Ah, o cardápio da festa? Pizza é claro! Bem a nossa cara. Sim! o nosso casamento terminou em pizza”, comemora.

Foto do Studio Bonfim







Foto do Studio Bonfim

*Todas as fotos divulgadas são do fotógrafo Jorge Bonfim, do Studio Bonfim






Felicidades ao casal!!!



4 comentários:

  1. que lindooo!!!
    felicidades ao casal tudo de bom muita saúde,amor.

    ResponderExcluir
  2. Um verdadeiro Conto de Fadas... soh q abençoado por Deus... aos noivos, felicidades eternas, a autora, parabens pela materia... ficou lindooooo... amei..(tia Vania)

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo elogio, Vânia. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Que história linda!!!! Mtas bençãos de Deus nessa nova etapa de vida!!! Felicidades!!! Parabéns pela matéria. Bjos.
    Sabrina Passos.

    ResponderExcluir