Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Alerta – O que você não deve fazer no seu casamento

As noivas sempre ficam pensando que podem fazer tudo sozinhas, organizando, planejando e pensando que vão dar conta de montar todo o evento. Mas não, no meio do caminho vai bater o desespero! É muito comum pensar, tentando economizar alguns preciosos reais, em utilizar os amigos para prestação de serviços, tipo “minha amiga faz bolos ótimos” ou “fulana fotografa tão bem”...isso pode trazer problemas, cuidado! Confira todas as dicas:

1. Organizar sozinha o casamento
Para organizar, preparar e coordenar o dia mais importante da sua vida, com o estilo que você desejar, contrate profissionais qualificados e adequados ao seu perfil, cujo preço cobrado caiba no seu bolso. Lembre-se que você não pode deixar de ter um assessor ou um cerimonial ao seu lado, ele resolverá todos os problemas de última hora e proporcionará tranqüilidade e segurança para que os noivos aproveitem essa data inesquecível.

2. Chamar um amigo para prestar algum serviço ao invés de contratar um profissional

Sempre existe um amigo que fotografa legal, uma amiga que faz bolos gostosos, um tio que tem um automóvel bonito. Cuidado, pois sem perceber você impõe a essas pessoas uma responsabilidade pesada e pode deixá-las aflitas, podendo causar um desempenho frustrante e quem perde são os noivos. Os resultados podem ser fotos desfocadas, bolos com aparência esquisita (e amigas exaustas), atrasos e confusões com horários e locais devido à inexperiência, entre outras complicações que poderiam ser evitadas. Por isso, tome muito cuidado se for convidar algum amigo ou parente para prestar serviços em seu casamento.

3. Contratar serviços e profissionais sem um planejamento prévio adequado ao seu orçamento
Um planejamento prévio de quanto se pretende, ou melhor, se pode gastar com o casamento, é muito importante para que vocês possam iniciar uma etapa nova na vida com tranquilidade e sem dívidas. O seu assessor ou cerimonial pode lhe ajudar a montar essa previsão de gastos.

4. Escolher o local para a cerimônia ou para a recepção sem levar em conta o número de convidados
Igrejas e salões grandes ou pequenos demais podem ser frustrantes. No primeiro caso, os noivos vão ver os espaços vazios e no segundo caso, os convidados ficarão apertados e de pé.Tente fazer uma lista com o número aproximado de convidados, isso  facilita na hora de escolher os locais para cerimônia e festa. Não se esqueça de checar a capacidade da igreja e do salão. Além disso, você evita constrangimentos, como ter que solicitar aos garçons que montem mais mesas.

Fonte: Google Images


5. Deixar de fazer confirmação de presença.
A confirmação de presença é imprescindível. Faltando aproximadamente vinte dias para o casamento vocês devem dividir a lista de convidados em duas partes: 1ª “temos certeza que vêm” 2ª “achamos que vêm”. Essa segunda lista tem que ser conferida por telefone e você pode solicitar ao cerimonial ou ao seu assessor para fazer isso. Essa conferência evitará surpresas desagradáveis e gastos desnecessários.

6. Determinar para os músicos/Dj’s os estilos de músicas que devem ou não devem ser tocados.
Apesar de vocês não gostarem desse ou daquele estilo de música, deixem o músico tocar um pouco de tudo, eles vão sentir o que está agradando mais, vendo a pista mais cheia. E o melhor é ver todo mundo animado.

7. Deixar de fazer lista de presentes
A lista de presentes é um conforto para os convidados, pois evita que as pessoas tenham dúvidas sobre o que dar e pode minimizar a incidência de presentes repetidos.  Quando a lista existe fica tudo mais tranquilo para o convidado e para os noivos, facilitando inclusive as futuras trocas.

8. Convidar um número de pessoas para a cerimônia religiosa e selecionar por algum motivo convidados para a recepção
Acho esta dica delicada. Pois às vezes, os noivos não têm condições de festejar com todos, mas gostariam que todos os parentes e amigos estivesse na cerimônia. Mas isto pode gerar constrangimentos, ainda que os convidados para a festa sejam discretos, pois quem não foi convidado para a recepção pode se sentir desprestigiado, decepcionado e menos querido pelos noivos.

9. Chamar para o cortejo damas e pajens muito novos
As crianças são imprevisíveis, podem entrar graciosas, mas podem dar birra e não entrar ou voltar na metade do caminho, podem chorar, fazer caretas e correr. Vale à pena escolher crianças maiores, mas se os noivos fizerem questão, peça aos pais para ficarem com elas até o momento da entrada e não dêem a responsabilidade das alianças para elas.

10. Decidir casar com um tempo de preparação muito curto
Marcar um casamento relâmpago não é bom, porque não há tempo suficiente para que os noivos organizem tudo sem enlouquecer. Além disso, há o risco de não encontrar salão de festas e todos os outros fornecedores com datas disponíveis.  O tempo adequado é entre 10 e 12 meses antes. Assim os noivos podem pesquisar, escolher opções mais econômicas e decidir tudo com calma.

Com informações do site da noiva

Um comentário:

  1. Não tem como não planejar!! Até o planejamento tem que ser planejado!! Comééééédiiiaaa!!! Tem que ver tudo certinho!! E não economizar quando o assunto é o profissional certo! Adorei o post!! ótimas dicas, como sempre!! Beijos!! Rê!!

    ResponderExcluir